Associações empresariais pedem apoio do Parlamento para negociação de reajuste do piso regional

Em audiência na manhã desta quinta-feira (13), o presidente da Assembleia Legislativa, Gilmar Sossella (PDT), recebeu as direções da Fiergs, Fecomércio e Farsul para tratar do índice de reajuste do piso regional gaúcho. As entidades discordam do percentual de 16% proposto pelo governo e solicitaram abertura de negociação. 

Sossella informou que a proposta de reajuste encaminhada pelo Governo do Estado, que tramita na Casa como PL 222 2014, está em regime de urgência e passa a trancar a pauta de votações no dia 16 de dezembro. Ele alertou que a única maneira de impedir que uma proposição deixe de tramitar é quando esta se mostra manifestamente inconstitucional.

O presidente salientou ainda que restam poucas sessões deliberativas no ano Legislativo e aconselhou as entidades a debater o tema com todas as bancadas da Casa na perspectiva de encontrar uma solução negociada que contemple tanto os anseios legítimos dos trabalhadores quanto os dos empregadores.

O presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul, Heitor Müller, entregou a Sossella um documento expressando a contrariedade das entidades com o percentual de reajuste de 16% encaminhado pelo Poder Executivo. "O piso regional impacta em toda a cadeia produtiva e nos custos", afirmou Müller ao destacar que a economia vive um momento de estagnação e que este percentual agravará a situação das empresas e da própria economia gaúcha. Müller lembrou ainda que apenas cinco estados da Federação, entre os quais o Rio Grande do Sul, implementam o piso regional, o que seria motivo de prejuízo ao estado.

Também se manifestaram contrários ao percentual de 16% de aumento para o piso regional o presidente da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), Carlos Ravaci Sperotto e o presidente da Federação do Comércio do Rio Grande do Sul (Fecomércio RS), Luiz Carlos Bohn.

Também participaram do encontro os deputados Lucas Redecker e Jorge Pozzobom, do PSDB, o vice-presidente da Fiergs, Paulo Garcia e o vice-presidente da Fecomércio, Ibrahim Mahmud.

Luiz Osellame - MTE 9500 

Foto: Vinicius Reis