Seminário debate elaboração de políticas públicas para pessoas idosas

 

O Dia Internacional, Nacional e Estadual da Pessoa Idosa, celebrado neste 1º de outubro, foi marcado por Seminário Intragovernamental para a elaboração de uma política pública para idosos.

Com a participação do Conselho Estadual da Pessoa Idosa e coordenação da Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos, cada órgão público estadual apresenta seus programas e projetos relativos ao tema.

A secretária extraordinária do Gabinete de Políticas Sociais, Maria Helena Sartori, falou do programa Escolha o Destino, que prevê a captação de recursos por meio do Imposto de Renda, para os fundos da criança e do idoso. Ela informou que em breve o programa terá um endereço eletrônico para facilitar o acesso e auxiliar na difusão da iniciativa. “Temos uma grande meta a alcançar e um caminho cheio de esperança a percorrer, uma vez que estamos falando em recursos estimados para 2015 de cerca de R$ 500 milhões. Em 2013, poderíamos ter retido no estado aproximadamente R$ 300 milhões, mas apenas R$ 14,7 milhões (5% do total) foram destinados a esses fundos.”

A secretária afirmou ainda que somente de empresas públicas do Estado (Banrisul, Corag, entre outras) já foram arrecadados neste ano mais de R$ 770 mil, exclusivamente para o Fundo Estadual do Idoso. Maria Helena acredita que, com a maior conscientização da sociedade, os fundos podem arrecadar mais para investimentos em programas e ações a serem definidas pelos conselhos. “A boa notícia é que é possível mudar essa situação e, para isso, a participação de todos é fundamental, como divulgadores, orientadores, consultores e agentes dessa prática. Precisamos sensibilizar as pessoas, para que uma escolha e um gesto se transformem em um grande resultado.”

A diretora do Departamento de Direitos Humanos da Secretaria da Justiça, Cíntia Bonder, disse na abertura do seminário que a iniciativa tem o propósito de formatar uma política integrada para a pessoa idosa que seja duradoura, não apenas de uma administração. Manifestou também sua preocupação com os relatos de violência contra idosos que tem recebido constantemente.

Antes da apresentação dos programas de cada secretaria para o setor, a médica Berenice Werle, presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia/RS, palestrou sobre sensibilização abordando o tema 'Todos Estamos Envelhecendo: E Agora?' A médica falou do crescimento populacional de idosos e alertou para os cuidados que lhes permitam uma vida de melhor qualidade e mais saudável. Segundo Berenice Werle o estilo de vida é o fator que mais influencia a longevidade, superando questões como herança genética e ambiente.

Estão participando do seminário, no auditório da Secretaria do Planejamento e Desenvolvimento Regional, no Centro Administrativo Fernando Ferrari, representantes das secretarias da Justiça e dos Direitos Humanos, Saúde, Trabalho e Desenvolvimento Social, Educação, Segurança Pública, Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Turismo, Lazer e Esportes, Planejamento e Desenvolvimento Regional, Emater/Ascar, Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia/RS e Conselho Estadual da Pessoa Idosa. 

Fonte: Portal Governo RS/ Foto: Karine Viana